Azul e ocre se fundem na histórica Dubrovnik

Solteiros desestruturados
1 de setembro de 2017
La Grange du Bouys
WWOOF: Um projeto de vida
8 de setembro de 2017

Azul e ocre se fundem na histórica Dubrovnik

A fama de Dubrovnik, na Croácia, não é de hoje. Sua beleza é inquestionável. Ocre e azul turquesa são os que mais chamam a atenção quando a cidade é vista do alto.

IMG_4465

Reserve a metade do dia para fazer o percurso da Muralha que circunda a cidade velha e verá um espetáculo de cores. São quase dois quilômetros de paisagem única. O contraste entre o azul turquesa do mar Adriático e a cor ocre dos telhados da medieval cidade croata é um deleite para os olhos. É se dar conta que o universo é pródigo na graduação dos tons.

IMG_4801

Se conseguir ver o por do sol o presente será maior!

Não é à toa que ficou conhecida como a “Pérola do Adriático” . Na antiguidade fazia parte das Republicas Marinhas da Itália – Venezia, Pisa, Genova e Amalfi e a quinta Ragusa. Depois da segunda guerra, 1945, Ragusa foi apagada da história italiana.

IMG_4378

A cidade é roteiro preferido dos europeus em férias. É vai-e-vem de gente no verão, na da cidade velha, a mais indicada para se instalar para quem gosta de história, nas suas ruas de pedras brilhantes, lúcidas.

É uma sensação deliciosa!

IMG_4390

O fascínio da antiga Ragusa, fundada em 634 d.C está na mistura do Ocidente com o Oriente, tal como Veneza, em outro estilo. Dessa vez com um toque eslavo.

“A extrema ponta da costa croata, por anos foi hábil, não somente no desenvolvimento comercial da área balcanica, transformando-se num ponto de referência para as trocas entre Ocidente e Oriente, mas também para manter a própria autonomia política, graças a ótimos dotes diplomáticos primeiro com Veneza, depois com os poderes húngaros, em seguida com o otomano, consegue por séculos ter um papel estratégico no Mediterrâneo.  O fim da gloriosa República chegou em 1814 sobre a administração, da casa de Habsburgo, mas permanece a prosperidade econômica legada aos comerciantes que no início do século 20 foi para o ramo do turismo”. fonte:ritaglidiviaggio

IMG_4344

Para se ter uma ideia da glória citada acima, basta visitar o Museu Histórico Nacional que é bem central e está aberto todos os dias.

IMG_4383

O roteiro dos monumentos deixo para os sites que oferecem essa informação com detalhes. Já basta. Gostei dessas 10 dicas, no viajar pela Europa. Tem opinião de jovem na Mala de Aventuras que vale a pena também dar uma olhada porque cita a praia onde foi filmado o seriado Games of Thrones.

IMG_4414O PanHoramarte faz apenas um deleite literário e histórico da cidade e seu entorno.

IMG_4565

Dubrovnik pode ser visitada em dois ou três dias, na cidade velha. Outros poderão ser reservados aos passeios próximos, como às três ilhas  Kolocep, Sipan e Lopud, que é feito em um dia, com retorno no fim de tarde. São ilhas com praias pequenas, mas a paisagem é magnífica.

IMG_4556
IMG_4444 IMG_4542 IMG_4579
Lopud

Na última a Lopud, é possível aproveitar melhor o banho de mar no Adriático, cuja água é tão azul e tranquila que você parece estar nadando em uma piscina.

Viajar no tempo

IMG_4598

IMG_4596

O visitante poético deve deixar sua mente viajar no tempo quando estiver caminhando pelas ruas brilhantes de Dubrovnik, sobretudo à noite. Sentar-se em qualquer bar, sorveteria da rua principal e deixar o pensamento livre transportando-se ao tempo da antiga Ragusa.

IMG_4695

Garanto que a viagem será especial dentro do cenário que foi um dia do passado.

 

 

 

Comentários Facebook

comentarios

Mari Weigert
Mari Weigert
Mari Weigert é jornalista com especialização em História da Arte pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atuou na área de cultura como jornalista oficial do Governo do Paraná. Durante um ano participou das aulas de crítica de arte de Maria Letizia Proietti e Orieta Rossi, na Sapienza Università, em Roma. Acredita nas palavras bem ditas ou 'benditas', ou seja, bem escritas, que educam, que seduzem pelos significados, pela emoção ao informar sobre a arte da vida que se manifesta nas relações afetivas, na criação artística, nos lugares, na natureza e na energia do Universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.