Semana de Ação Mundial é uma luz no fundo do túnel

Magia das ‘Lágrimas de São Pedro’
25 de maio de 2016
O jogo é achar Warhol
30 de maio de 2016

Semana de Ação Mundial é uma luz no fundo do túnel

 

Num país em que políticos e administração pública desviam merenda escolar e que se necessita de um movimento estudantil para começar a investigar  para onde vai todo o dinheiro que deveria ser destinado alimentar nossas crianças,  o trabalho proposto pela Semana de Ação Mundial (SAM) é uma luz no fundo do túnel.

“De 30 de maio até 03 de junho em todo o país, milhares de cidadãos brasileiros comprometidos de fato com uma educação de qualidade estarão discutindo educação e se organizando para ser um agente social que faz a diferença para alcançarmos as metas estabelecidas no Plano Nacional de Educação”, Fonte Revista Fórum.

É um trabalho de formiguinha  – a iniciativa que começou em 2003, com a finalidade de pressionar governos para que cumpram os acordos internacionais da área, anteriormente o Programa Educação para Todos (Unesco, 2000) e, agora, os compromissos do Marco Ação Educação 2030 (Unesco, 2015).

A chamada é mãos à obra!

Ainda sugerem diversas maneiras para qualquer pessoa da comunidade participar e contribuir para melhorar o nosso sistema educacional. Entre as sugestões para quem já está dentro do ambiente escolar é mobilizar a comunidade para que denuncie, interaja e proponha ações. É só arregaçar as mangas. Participe!

card_PE_30-768x576

Ilustração e a identidade visual da Semana foi criada por Marcela Weigert, que colocou em prática o seu sonho de trabalhar com design social. Há muito o que se fazer num país de contrastes sociais, muitas vezes com situações de extrema carência quase na porta de nossa casa.

É triste assistir uma reportagem mostrando a ‘cara dura’ de políticos justificando a falta de alimentos nas prateleiras das escolas, como se fosse um ato corriqueiro, de rotina, sem consequências graves. Em Roraima foram R$ 20 milhões de merenda desviados para pagar dívidas do poder Legislativo e Judiciário! Em São Paulo, somente depois que estudantes secundaristas ocuparam a Assembléia Legislativa em busca de apoiadores políticos para criarem a CPI da merenda, é que houve ‘vontade política’ para aprovar a Comissão que irá investigar as fraudes.

Sabemos que para melhorar a Educação no Brasil a caminhada é longa. Num país em que se rouba merenda escolar e artista pornô, e movimento online de interesse duvidoso é recebido pelo Ministro da Educação, sem faltar os selfies das pseudo-celebridades, a divulgação na mídia,  o trabalho que temos pela frente é árduo. É uma afronta para os educadores sérios e empenhados no aprimoramento do sistema e é lamentável o analfabetismo cultural, mas o importante é não desanimar!

 

 

 

 

 

Comentários Facebook

comentarios

Mari Weigert
Mari Weigert
Mari Weigert é jornalista com especialização em História da Arte pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atuou na área de cultura como jornalista oficial do Governo do Paraná. Durante um ano participou das aulas de crítica de arte de Maria Letizia Proietti e Orieta Rossi, na Sapienza Università, em Roma. Acredita nas palavras bem ditas ou 'benditas', ou seja, bem escritas, que educam, que seduzem pelos significados, pela emoção ao informar sobre a arte da vida que se manifesta nas relações afetivas, na criação artística, nos lugares, na natureza e na energia do Universo.

Os comentários estão encerrados.