A Pedra da Lua
14 de dezembro de 2015
Helena Michaud e o apagão na Ilha de Superagui. A morada de Deus
18 de dezembro de 2015

Fotos que valem ouro

shell-1927(1)

Shell de Edward Weston http://www.wikiart.org/en/edward-weston/shell-1927-1

Um leilão milionário de fotos confiscadas pelo governo americano que fazem parte da coleção de Philip Rivkin, presidente da Diesel Verde, poderá movimentar 15 milhões de dólares com a venda. O leilão será realizado pela Casa Christie’s -uma das mais famosas do mundo, que recebeu a guarda de cerca de 2000 fotos assinadas por nomes americanos renomados como Paul Strand, Man Ray, Edward Steichen, adquiridas por Philip com recursos provenientes de fraude.

Lavagem de dinheiro

A notícia  coloca em pauta novamente o assunto: aquisição de obras de arte para fazer lavagem de dinheiro. Isso relembra as apreendidas pela Operação Lava Jato que hoje estão sob os cuidados do Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba. Entre os artistas estão Flávio Shiró, Cláudio Tozzi, Guignard e Di Cavalcanti. Qual será o destino dessas telas. Um leilão milionário?

Publicação original no  Exibart    

exibart

“Paul Strand, Edward Steichen, Man Ray, Henri Cartier-Bresson, são alguns dos nomes de fotógrafos de renome da coleção de Philip Rivkin, presidente da companhia Green Diesel, especializada em biocombustíveis. Em 2013, o Gabinete do Procurador dos Estados Unidos em Nova Jersey, confiscou cerca de 2 mil fotografias, num valor total de 15 milhões de dólares.

Fraude

O protagonista foi acusado de fraude e se viu réu confesso, Rivkin, segundo a procuradoria, tinha adquirido as obras com recursos oriundos de fraude, como lavagem de dinheiro. A coleção foi confiscada e dada a Christie’s com a boa paz de Rivkin e da concorrência.

Os leilões da Christie’s iniciarão com uma venda especial em 17 de fevereiro, à noite, para continuar um dia depois e as vendas online ficaram ativas o ano todo. Cada leilão será temático e ligado a um assunto, como exemplo América the Beautiful ou se concentrará em algumas fotografias.

Um momento de destaque, na primeira noite será a Shell de Edward Weston (1927, publicada em torno de 1930), que vem oferecida em uma cópia assinada, datada e numerada com uma estimativa entre 250 mil e 350 mil dólares. De acordo com declaração emitida pelo Gabinete do Procurador em 2013, a coleção confiscada pelo governo inclui Death Valley e Dunes, Oceano di Edward Weston, compradas em novembro de 2010; Notre Dame de Eugène Atget, adquirida junto outro grupo por um total de 1 milhão e 200 mil dólares; algumas fotografia de Alfred Stieglitz entre as quais um retrato de amada mulher Georgia O’Keeffe, em que foi pago por ela 675 mil dólares em 2011. A lista tem muitos nomes de destaques, mas precisará esperar fevereiro para saber se será confirmada a estimativa total de 15 milhões de dólares”.

Comentários Facebook

comentarios

Mari Weigert
Mari Weigert
Mari Weigert é jornalista com especialização em História da Arte pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atuou na área de cultura como jornalista oficial do Governo do Paraná. Durante um ano participou das aulas de crítica de arte de Maria Letizia Proietti e Orieta Rossi, na Sapienza Università, em Roma. Acredita nas palavras bem ditas ou 'benditas', ou seja, bem escritas, que educam, que seduzem pelos significados, pela emoção ao informar sobre a arte da vida que se manifesta nas relações afetivas, na criação artística, nos lugares, na natureza e na energia do Universo.

Os comentários estão encerrados.