Equilíbrio do Yin e do Yang é um quebra-cabeça que fascina. É pura arte!
7 de outubro de 2015
Frida Kahlo e artistas mexicanas surrealistas numa mostra inesquecível
12 de outubro de 2015

Te atreves a sonhar?

Então vamos lá. Acho que acordei inspirada. Pra escrever sobre sei lá o que… mas enfim, vamos escrever.

Sabe essas manhãs que você acorda e pensa que realmente a sua vida tem sentido. Pois é, ela tem! E o sentido dela é diferente para cada um. Porque cada um determina o sentido que vai dar a vida. Pra maioria das pessoas o sentido da vida poder ser crescer, buscar trabalho, casar, comprar casa, ter filhos e buscar a estabilidade, mesmo sabendo que ela é ilusória e que a cada minuto da vida as coisas mudam. Pra outros, como por exemplo foi pro meu irmão e pra namorada foi encontrar o que realmente lhes motivavam como profissionais e como pessoas. O Rômolo e a Nã (meu irmão e a sua namorada) são pessoas que não diferem o trabalho da vida pessoal. Afinal de contas, tudo é vida né; mesmo no trabalho ou em casa, você está vivendo a cada minuto.

Na verdade pra mim também nunca teve diferença. Tanto no meu trabalho como na vida pessoal tento crescer como pessoa, e buscar trabalhos e carreiras que realmente me motivam. O certo é que nem sempre podemos fazer o que gostamos, mas posso garantir que me diverti muito servindo cafés e trabalhando em setores que não são o que eu realmente gosto e quero.

Talvez o segredo seja viver com pouco, mas encontrar nesse pouco algo que faça a diferença pra você.

Tenho uma amiga  que depois de 8 anos trabalhando num banco, com um bom salário (mais bem um super salário), estabilidade e tudo mais que sonha um espanhol de classe média, resolveu deixar tudo para dar aula. Me lembro no dia que ela tomou essa decisão. Delia, é como ela se chama, me dizia: “Eu não quero viver só nas férias ou quando saio do banco, quero viver antes, durante e depois”.  E não é que ela se deu conta que vida não se pode separar.

Ela traçou seu plano de mudança, começando pela casa, depois recortando gastos e por fim, pedindo demissão. Foram mais de 6 meses de mudança mas agora ela já tem tudo. Trabalho na Universidade (ganhando bem menos), um aluguel acorde com o que ganha e saindo menos. Sua filosofia: viver com menos mas vivendo… cada minuto.

Conheço muita gente frustrada com o seu trabalho, e tenho que confessar que buscar uma  vocação é realmente difícil. Eu mesma não consegui ainda encontrar um trabalho que seja realmente significativo… pra mim, pros meus valores e pra tudo aquilo que eu acredito. E confesso que admiro muito as pessoas que largam tudo, da noite pro dia, pra dedicar-se aquilo que gostam.

Na época em que estive buscando trabalho e tinha muito tempo pra nadar navegar pela internet, encontrei o canal no You Tube chamado  Continue Curioso. Era um programa de 15 minutos mais ou menos que falava sobre a mudança radical de vida de algumas pessoas. As entrevistas contavam como bateu o insight e como tiveram que enfrentar todos os preconceitos da sociedade pra se dedicar ao que eles realmente gostam e como tudo isso deu resultado.

Pra mim foi algo inspirador. É inspirador ver que muita gente não se encaixa a esse modelo de vida pré-fabricado pela nossa sociedade. E a verdade é que cada um tem que buscar a sua praia. E elas não são iguais pra todo tipo de pessoa. Eu, sinceramente não podia viver sem uma casa…  como faz meu irmão e a Nã… mas confesso que adoro as mudanças e por mim passaria a minha vida cada ano em um país diferente. Adoro viajar, principalmente de mochila, buscando uma experiência real do lugar onde vou. E não tenho fricote; escolho os destinos mais impopulares, busco sempre fazer CouchSurfing ou Airbnb e aparte de conhecer o turístico, ir a outros bairros mais residenciais pra ver como as pessoas vivem e comer o que elas comem.

Mas pra quem não sabe qual é a sua praia qualquer coisa vale. Pode se afundar em frustração ou também pode pedir ajuda. Anos atrás, o filosofo Alain de Botom criou em Londres e hoje também em São Paulo a School of Life (tradução literal – Escola da vida), justamente pra casos como esses. A School of Life reponde as questões existenciais do ser humano, ou seja, tudo aquilo que não aprendemos na escola. Os temas variam mas os mais populares são “ Como encontrar um trabalho que você ame” e “ Como equilibrar trabalho e vida pessoal”. Nas aulas se explicam que vida realmente não vem com manual de instruções, mas eles tentam ajudar as pessoas a buscarem sentido a vida respondendo a questões básicas que geralmente nunca foram perguntadas ou respondidas. Pode soar de primeiras charlatanismo, mas a verdade é que os cursos tem muito mais de filosofia que autoajuda. Vale a pena conferir; eu fiz já dois cursos em Londres em pretendo voltar.

https://www.youtube.com/watch?v=lFFcR9qjjkE

Admiro muito a Delia, a Nã, meu irmão por perseguirem aquilo que lhes motiva. Como eles, existem tanto outros exemplos. E isso é algo que tento explicar todos os dias aqui na Espanha, aos meus amigos e conhecidos mais próximos. A vida não se separa em trabalho e lazer. Você decide como faz a separação.

Somos responsáveis pelo destino que traçamos, e protagonistas das nossa própria história. Se não somos capazes de decidir, outros farão por nós. Por que então não dar uma chance aquilo que você realmente acreditou?

Te atreves a sonhar?

Comentários Facebook

comentarios

Jaqueline D`Hipolito Dartora
Jaqueline D`Hipolito Dartora
Formada em Jornalismo na Universidade Santiago de Compostela. Jornalista por vocação, já viveu em muitos países (Brasil, Portugal, Inglaterra, Espanha), em busca de desafios. Atualmente trabalha no departamento de Marketing da Tyco Integrated Fire & Security (parte do grupo Johnson Controls) como Campaign & Sales Enablement Manager Continental Europe, apesar de que escrever é a sua verdadeira paixão. E o mundo do vinho também. Além disso, dedica-se a promover formas mais sustentáveis de vida, como o uso da bicicleta em Madri, colaborando com o blog "Muévete en Bici por Madrid". Colabora com alguns blogs e escreve contos em inglês, português e espanhol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.