Nuvens de Galinhos são um espetáculo à parte

Capa do livro
Pan de limón con semillas de amapola
13 de junho de 2017
googleartproject
Google Art Project: o maior museu online do mundo! 
23 de junho de 2017

Nuvens de Galinhos são um espetáculo à parte

IMG_2000
A praia é paradisíaca nessa península que reúne muita areia branca, água salgada, mangue, dunas e gigantescas torres eólicas girando com a força do vento.

IMG_2010

Entretanto, o que mais surpreende em Galinhos, um minúsculo município litorâneo do Rio Grande do Norte, são as nuvens que dão a impressão que podemos tocá-las com a ponta do dedo se esticarmos o braço para cima. Elas vistas de um certo ângulo parecem mais baixas que as torres eólicas. Quase encostando no chão.

Quem me chamou a atenção para o detalhe das nuvens foi a amiga Lúcia. “Veja! Parecem que podemos pegá-las”.

IMG_1960
Será que o vento provoca essa movimentação?

IMG_1990

O PanHoramarte não foi em busca da resposta científica – provavelmente existe. Se propôs ao deleite de mostrar a poética da paisagem.  E ao devaneio de achar possível tocá-las!

unnamed (26) unnamed (39)

As gigantescas torres eólicas  geraram polêmica para sua instalação e têm algo de quixotescas. Os moradores contam que o parque eólico pertence a um grupo inglês.  Nada consta no local informando sobre elas. Apenas ali funcionando ao sabor do vento como os moinhos de D. Quixote. ???

IMG_2006
As salinas e as torres eólicas modificam a paisagem natural desse paraíso na terra.

As montanhas brancas que estão vendo no fundo é de sal. Nada, nenhuma placa, sobre quem faz a extração.Diamante Branco é o nome. É de uma empresa chilena que faz parte do grupo alemão  K+S Group.

IMG_1961

A comunidade é habitada por gente simples e hospitaleira. Todos com muita fé.

Ironicamente a cidade estava sem energia elétrica no dia em que a visitamos. Vejam só, com tanta energia eólica sendo produzida. Os pequenos restaurantes que serviam pratos caseiros e saborosos estavam fazendo milagres para que a comida não estragasse.

IMG_1986

Voltamos às nuvens e as apreciemos com imaginação, especialmente essa que parece estar de pé. Elas assim já foram pintadas pelo artista naïf Vatenor de Oliveira.

Tocar nas nuvens e esquecer que as nossas riquezas estão sendo exploradas num lugar em que nossa gente humilde ainda é tão carente de saúde e educação.

IMG_2038

Galinhos fica 180 quilômetros de Natal e tem pouca infra-estrutura em pousadas. Mas o local é de uma beleza extraordinária e vale fazer o passeio por um dia que oferecido a partir da capital potiguar, por empresas especializadas.

Vale passar um tempo comungando com a natureza. 

unnamed (55)

Comentários Facebook

comentarios

Mari Weigert
Mari Weigert
Mari Weigert é jornalista com especialização em História da Arte pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atuou na área de cultura como jornalista oficial do Governo do Paraná. Durante um ano participou das aulas de crítica de arte de Maria Letizia Proietti e Orieta Rossi, na Sapienza Università, em Roma. Acredita nas palavras bem ditas ou 'benditas', ou seja, bem escritas, que educam, que seduzem pelos significados, pela emoção ao informar sobre a arte da vida que se manifesta nas relações afetivas, na criação artística, nos lugares, na natureza e na energia do Universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *