10 de fevereiro de 2016

O castelo

Por Luiz Ernesto Wanke – De longe é branquinho E suas torres terminam no céu, Bonito de doer (Estou sendo piegas?) Os pinheiros a encobrem aumentando […]
30 de abril de 2015

A fuga do Neco

Por Luiz Ernesto Wanke – Esta é uma história de cadeia. Trabalhei como dentista na Penitenciária Central do Estado do Paraná por dez anos. Lá ouvi […]