Erol Anar é escritor e poeta sagaz. Participou da comissão de direitos humanos na Turquia, onde nasceu

Suas críticas tratam de valores profundos de vida que a sociedade moderna quer destruir.

Vive em Curitiba, região Sul do Brasil, desde 2006.

Erol durante muitos anos participou da comissão de direitos humanos  e foi perseguido em seu país por defender as minorias. Entre os livros que escreveu, 15 no total, a obra  “Liberdade de Expressão”,  trata do tema. É uma pesquisa sobre a história de diferentes povos, Império Otomano, enfim, sobre a liberdade de expressão. Esse livro foi confiscado pelo Fórum de Segurança Nacional na Turquia, o escritor foi condenado a 10 meses de prisão mas não precisou cumprir porque a pena foi revogada.

Dois livros foram traduzidos para o português, Amor e Solidão e  Café da Manhã Existencialista. Todos os dois apresentam uma reflexão refinada da vida, dos seres humanos, do amor.

22 de março de 2015

A Felicidade de uma cidade

Como o sofrimento das outras pessoas nos dá gozo! Quando estamos vendo outras pessoas infelizes, não sentimos nosso próprio sofrimento. Há pessoas que aguardam o momento […]
6 de abril de 2015

‘Todo mundo vai ser famoso por 15 minutos’

Andy Warhol artista da pop-arte afirmou isto: ”Todo mundo vai ser famoso, nessa era, por 15 minutos”. E para mim, essa é a melhor frase para […]
11 de abril de 2015

Ser faminto de afeto

 Os relacionamentos entre as pessoas é tão complicado, de difícil compreensão e solução. É tarefa difícil para cada pessoa conhecer  ela mesma, quanto mais entender a […]
25 de abril de 2015

A Dançarina das Amazonas

  Certa noite fui ai na beira do rio Amazonas Me sentei   De repente uma mulher apareceu como uma fantasma totalmente nua e ficou dançando na […]
9 de Maio de 2015

Notas sobre Charles Bukowski: “A vida é uma aposta perdida”

  Por Erol Anar / Charles Bukowski nasceu na Alemanha, filho de um soldado americano, aos três anos mudou-se para os Estados Unidos com seus pais. Sua vida foi difícil […]