Notice: Use of undefined constant REQUEST_URI - assumed 'REQUEST_URI' in /home1/panhor38/public_html/pan-horamarte.com.br/wp-content/themes/pan-horamarte/functions.php on line 73
'Vida' é conversa musical sobre a trajetória de Puppa Santana

‘Vida’ é conversa musical sobre a trajetória de Puppa Santana

‘Poesia Visual é a liberdade da palavra’
2 de maio de 2019
Ai Weiwei: ‘eu nasci radical’
16 de maio de 2019

‘Vida’ é conversa musical sobre a trajetória de Puppa Santana

 Desafio qualquer pessoa que escutar o álbum ‘Vida’, de Puppa Santana Trio, a ficar estático, sem balançar o corpo e acompanhar com o pé o ritmo da música. É impossível!

Tão contagiante, como inevitável o envolvimento. Pode ter certeza!

Nos primeiros acordes o corpo já não obedece mais que não seja aquele balanço da música. Talvez porque as composições são resultados da paixão de Puppa Santana pelos ritmos, pela percussão e porque contam um pouco das cidades em que viveu e suas relações de amizade.

Experimente!… Escute aqui ou reserve sua mesa no Full Jazz em Curitiba, nos dias 16,17, 18 de maio.

” O álbum ‘Vida’ é a história de minha trajetória musical”, conta Puppa. “São 30 anos de pesquisa em harmonia e melodia. Comecei minha vida ouvindo os atabaques e tambores  do candomblé na casa de minha avó, uma respeitada mãe de santo em Salvador e a partir daí , iniciei os estudos e me envolvi com os diversos ritmos musicais. Passei batido por Beatles e fui mergulhar na polirritmia do Jazz, a música da alma, uma música livre!”.

Largo da Ordem

O álbum é composto por 10 músicas e quase todas apresentam uma conversa sonora  sobre algumas cidades brasileiras. Especialmente aquelas em que o músico viveu. Salvador, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Brasília, São Paulo, Rio, sem contar as viagens que fez fora do Brasil.

Largo da Ordem, por exemplo,  a frequência sonora é a personalidade de Curitiba. O ritmo contagia no início quando a ideia é traduzir a festa da feirinha no domingo e os acordes tornam-se mais lentos  no final, tristes na escravidão de segunda-feira quase sempre cinzenta da cidade em que Puppa já vive há seis anos e na qual sua gente enfrenta as quatro estações num só dia.

Nem por isso, Puppa deixa de ser bem humorado, sorridente e revela que a sua relação com a música é de amor. “Tudo que fiz foi com muito amor e zelo”, afirma. O baiano mistura com maestria ritmos como samba, afro, jazz, soul music e pop rock.

Puppa Santana faz o lançamento do seu álbum VIDA, acompanhado por Alex Barbosa no contra baixo e Fernando Cesar ao piano. Também recebe a cantora Andressa Marx e o cantor cariosa Paulo Ney que farão participações especiais durante as noites  no Full Jazz.

Na Bahia, foram muitos parceiros, como Cesario Leony, Bira Marques, Luis Oliveira, Leitieres Leites, Joatan Nascimento, João Teoria, André Becker, Yacoce Simões, Isaias Rabelo, Luisinho Assis, Andre Magalhães, Jerry Marlon, Paulo Andrade, Zito Moura e muitos outros colegas.

Vale conferir e participar desse bate-papo maravilhoso em a que conversa seduz pelo ritmo e não pelas palavras!

 

Comentários Facebook

comentarios

Mari Weigert
Mari Weigert
Mari Weigert é jornalista com especialização em História da Arte pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atuou na área de cultura como jornalista oficial do Governo do Paraná. Durante um ano participou das aulas de crítica de arte de Maria Letizia Proietti e Orieta Rossi, na Sapienza Università, em Roma. Acredita nas palavras bem ditas ou 'benditas', ou seja, bem escritas, que educam, que seduzem pelos significados, pela emoção ao informar sobre a arte da vida que se manifesta nas relações afetivas, na criação artística, nos lugares, na natureza e na energia do Universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *