Literatura

Literatura é arte de usar a palavra para manifestar um pensamento.

A literatura representa a expressão escrita de um país, de uma cultura…

É pincelar um substantivo aqui, um adjetivo acolá para dar intensidade, vida e movimento ao texto fazendo com que o leitor participe e sinta a história que está sendo narrada, com a mesma emoção do escritor ao conceber sua obra literária.

Literatura vem do Latim que significa “litteris” ou Letras. A palavra transliterou-se e a partir do século IV que adquiriu o consenso de hoje. Um jeito de escrever com habilidade artística que se manifesta para identificar culturas e sociedades.

18 de abril de 2018
iguacu1312 (2)

Cataratas do Iguaçu pela poética do índio

Em tempo de histórias, no mês que se instituiu o Dia do Índio (19), para pensar no mais brasileiro de todos os habitantes desse vasto território, […]
5 de abril de 2018
Nagornov, Vladislav - reading

Slow life

As vezes parece que esses títulos que eu coloco são evidentes, mas a realidade é que não são tanto. Eu mesma às vezes me pego lendo […]
30 de março de 2018
Armário de Roupa - pintor holandês Pieter de Hooch (1629-1684). Foto via  virusdaarte

Desapegos necessários que eliminam o ‘para sempre’

O fato de entregar um velho armário de imbuía maciça “para sempre” me deixou vulnerável às emoções relacionadas com o apego e a história de minha […]
27 de março de 2018
Foto via site: sonhodeturista.blogspot.com.br

Um deserto estrelado e sua beleza invisível

Quando lembro do Saara  à noite, onde a única luz que existe é das estrelas no céu, fico imaginando o inconsciente como a misteriosa escuridão do […]
16 de março de 2018
1858f87b2aca5035c4a9fe7b2cee5fe5

Todo mundo tem que possuir sua própria parede

  Temos que construir nossa parede para podermos nos recostar nela. Temos que construir essa parede muito firme, com ladrilhos que sejam carregados com nosso esforço. […]
9 de março de 2018
Roda, Milton Dacosta, 1942

A ciranda das mulheres sábias

‘A ciranda das mulheres sábias’,  de Clarissa Pinkola Estes  é um livro despretensioso, de poucas páginas e de fácil leitura. Um livro para se deleitar em […]
8 de março de 2018
Alexander Rodchenko (Leningrad State Publishing House), 1925

Não gosto do nome feminismo. Mas faço greve hoje.

Feminismo: palavra tão controversa nos dias atuais. Confesso que odeio esse nome. E por favor não me julguem. Odeio esse nome porque acho que esse termo não […]
25 de fevereiro de 2018
Ophelia (1851-1852 - John Everett Millais)

Tarefas pendentes para ser feliz

O sentido da vida é que a vida acaba. Faz muito tempo eu escutei essa frase por ai. Nunca melhor dito. Nunca melhor plasmado. Mas a […]
13 de fevereiro de 2018
Os Amantes, Henri Matisse, 1928. Nova York. Museu de Arte Moderna

Casais desestruturados

Há quem lembre do meu texto sobre os solteiros desestruturados. Há quem lembre das minhas divagações sobre esta época, esta mudança de paradigma que estamos vivendo. […]
26 de janeiro de 2018
Andy Wharhol - Sopas Campbel

Um ano sem…

Sim, vim aqui despertar o desafio. O desafio de um ano sem… Sem que? Sei lá. Você que sabe. Enfim, complicado. Acabo de ler uma matéria […]
16 de janeiro de 2018
R. Magritte - Golconda

Terapia e autoterapia – a arte do autoconhecimento

Como muita gente no Brasil, na adolescência frequentei o psicólogo. Não porque tivesse grandes problemas, problemas impossíveis de ser resolvidos ou porque alguém pensou que eu […]
4 de janeiro de 2018
Mulheres leitoras - Vladimir Volegov

Biblioterapia – revisão 2017

Eu sei que já passei o ano comentando sobre os livros que li. Mas como estamos começando o ano, e 2017 foi um ano muito produtivo […]
29 de dezembro de 2017
Nascer do sol em Pézenas

Balance 2017. Rumo 2018

Fim de ano e é hora de fazer balance. Tem gente que nunca faz isso, até porque se deprime com o ano que passou. Eu faço […]
21 de dezembro de 2017
Voluntarios deTe invito a cenar

Convido-te a jantar

Acho que muita gente sabe que esse ano não fui capaz de comprar passagens para o Brasil para o Natal. Estava já fazendo a ideia de […]
15 de dezembro de 2017
Publicidade da máquina de escrever Olivetti Valentine 1969

Por que escrevo

Difícil explicar porque pensei em escrever esse artigo. Mas o fim do ano está chegando e é inevitável não começar a fazer um balanço anual. Tenho […]
9 de dezembro de 2017
22815608_2286885581337868_5379445023851878108_n

Arte de fazer rir da palhaça cheia de graça

O palhaço e a palhaça são uma graça. A imagem deles é sinônimo de alegria e ternura.  Por que não valorizar a palhaça também? Tanto no […]
6 de dezembro de 2017
Nelson Rodrigues - Foto de elpais.com

Nelson Rodrigues e a Tragédia Carioca

Essas últimas duas semanas foram um pouco peculiares em relação as minhas leituras: li seguidas cinco obras do mesmo autor. Não sei se foi uma neura, […]
1 de dezembro de 2017
fdffd (1)

O lado escuro da alma: Fiódor Dostoiévski

O russo Alexey Rémizov, durante exílio em Paris, em 1927, escreveu: “A Rússia é Dostoiévski, ela não existe sem Dostoiévski”. Quando era criança, nossa casa era […]
30 de novembro de 2017
O almoço dos barqueiros - Auguste Renoir

Em busca da felicidade

Faz mais ou menos uma semana que venho dando voltas em como escrever esse texto e que não pareça algo clichê, nem de autoajuda. Nunca gostei […]
25 de novembro de 2017
Larmes d'or - Anne Marie Zylberman

Lágrimas de emoção fortalecem a nossa existência

Quem já chorou emocionada (o) ao assistir um filme ou expressou um sentimento de amor profundo pela chegada ou partida de alguém com lágrimas? Saiba que […]