Missa da Benção em Salvador. Extraordinário sincretismo

R. Magritte - Golconda
Terapia e autoterapia – a arte do autoconhecimento
16 de janeiro de 2018
Composição - Jean Helión. 1934
A coleção de Peggy Guggenheim
23 de janeiro de 2018

Missa da Benção em Salvador. Extraordinário sincretismo

DSC00833

Se fosse no passado os participantes e o padre seriam queimados na fogueira pela Inquisição, tal é o sincretismo entre os ritos católicos e africanos. Estamos falando da missa mais original celebrada no mundo, a Missa da Benção. certamente, na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, em Salvador, na Bahia.

A celebração religiosa é emocionante, imperdível. Isso para quem é ecumênico e multidisplinar em suas crenças. Pode tornar-se chocante para os mais conservadores que acreditam que a instituição religiosa a que pertence é a única verdade existente.

DSC00788

Igreja erguida pelo fervor dos escravos e alforriados.

A Missa da Benção coloca o catolicismo e o candomblé lado a lado e é rezada todas às terças-feiras, às 18h, e aos domingos, às 10h, ao som dos atabaques e cantos africanos, com a participação de padres e pai-de-santo.

Uma celebração que somente no Brasil poderia acontecer e, talvez, para lembrar sempre que da triste história da escravidão em terras brasileiras. Também da humildade e religiosidade desse negro que sofreu no Pelourinho, pelas mãos de brancos algozes.

História da Igreja

DSC00860

Segundo fonte da Wikipedia , os negros escravos e alforriados eram muito devotos de Nossa Senhora do Rosário.

De acordo com frei Agostinho de Santa Maria, desde os inícios do século XVII os escravos e forros veneravam Nossa Senhora do Rosário num altar da Sé da Bahia, em Salvador. Como outros grupos da colônia, também os negros se organizavam em agrupações religiosas de ajuda mútua, as chamadas irmandades ou confrarias. Na segunda metade do século XVIII, quase todas as freguesias de Salvador possuíam alguma irmandade de negros.

A Irmandade de Nossa Senhora do Rosário de Salvador foi formalmente constituída em 1685 (…).As irmandades de negros começavam reunindo-se nos altares laterais de igrejas matrizes ou conventuais, mas em 1704 a do Rosário reuniu o dinheiro necessário e recebeu a permissão do arcebispo DSebastião Monteiro de Vide para a construção de uma igreja própria nas Portas do Carmo.

A construção da Igreja do Rosário foi um processo lento, pois a irmandade era relativamente pobre e os irmãos da confraria doavam seu trabalho para a construção em suas horas livres (…)

Vídeo que mostra a missa quase inteira

Esse vídeo é amador. Mas foi uma maneira que encontrei para registrar algo tão profundo e, certamente, só é possível vivenciar no Brasil. As imagens estarão comigo até o final de minha vida, sobretudo o momento do ofertório. Maravilhoso!

 

 

Comentários Facebook

comentarios

Mari Weigert
Mari Weigert
Mari Weigert é jornalista com especialização em História da Arte pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atuou na área de cultura como jornalista oficial do Governo do Paraná. Durante um ano participou das aulas de crítica de arte de Maria Letizia Proietti e Orieta Rossi, na Sapienza Università, em Roma. Acredita nas palavras bem ditas ou 'benditas', ou seja, bem escritas, que educam, que seduzem pelos significados, pela emoção ao informar sobre a arte da vida que se manifesta nas relações afetivas, na criação artística, nos lugares, na natureza e na energia do Universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *