Ateliê sob a proteção da Madonna

imagem via internet do site Collezione da Tiffany
O desenho está em alta no mercado de artes
2 de agosto de 2017
Foto via internet do Grupo Unità -Ciranda materna
Dance com seu bebê
8 de agosto de 2017

Ateliê sob a proteção da Madonna

2
A fé move montanhas e quem não acredita na intensidade de sua força interior, na caridade, em Deus e no amor, perde a oportunidade de ser feliz!

O depoimento do artista plástico Sérgio Prata sobre a maneira como conseguiu construir o ateliê dos seus sonhos, reforça minha convicção sobre a fé.

Num relato simples e verdadeiro, o artista conta que a melhor obra da série produzida com a técnica de pintura bifásica, a tela de uma Madonna (Nossa Senhora com o Menino Jesus), foi a que trouxe condições para a  compra de seu ateliê.

Na época em que produziu a Madonna, 1997, pintava de “sol a sol”, exaustivamente, somente com o objetivo de realizar um sonho: a casa própria.

madona

A obra foi exposta em São Paulo, capital e interior, e em cidades como Curitiba e neste percurso, diversas pessoas se interessaram em comprá-la e Sérgio por algum motivo ou intuição negava a venda.

                “Algumas pessoas poderosas quiseram comprá-la. Uma proposta vinda da esposa de um Deputado cuja reputação não era das melhores… (ai, como é difícil ser sincero e elegante ao mesmo tempo…) Nesta ocasião, eu ouvi um anjinho soando um alarme interno e me sussurrando: – “Calote, calote”… De fato, eu não queria que a Madonna fosse colocada na cabeceira de uma mesa onde seriam discutidos temas de corrupção e lesão ao erário público…. Neguei a venda:


– ‘Sinto muito, senhora, esta tela já está reservada. Sim, custa muito caro, sim Senhora. Muito obrigado pelo interesse, pois não, foi um prazer, até logo, felicidades'”.
Não a pechincha!

                 Depois disso,  o segundo comprador era um homem  muito rico e talvez por sua avareza – tentou  pechinchar  demais –  o artista achou uma afronta deixar sua Madonna por conta de uma pechincha.

                – “Tudo bem, paciência. A tela fica comigo, pensei. Pode deixar. Um dia alguém entenderia seu real valor, digno de seu conteúdo”.

Ao mesmo em que esses fatos aconteciam, Sérgio continuava a procurar apartamento e um terreno na cidade porque estava cansado de pagar aluguel, “jogar dinheiro pelo ralo”, como escreveu no depoimento. Era um artista plástico sem terra…

Conta que certo dia o seu irmão, que é arquiteto, o levou para ver um terreno localizado um pouco distante da cidade, na zona rural.  Era um espaço dentro de uma fazenda em que o genro do fazendeiro queria fazer um loteamento, mas não tinha “din-din” para fazer a terraplanagem em toda a imensa área.

Nesse momento, voltando à Madonna, apareceu uma pessoa interessada em comprar a tela – Giovanni. Embora tenha achado caro propôs uma permuta:  pagar em serviços. Sérgio, por sua vez, pintava a igreja de um italiano, “do famoso, temperamental padre Aldo Bollini, já falecido.

“Fui ao túmulo dele rezar, ali mesmo dentro da Igreja de Santa Terezinha, enquanto eu pintava os painéis da Santa Terezinha: – ‘Pôxa, Padre Aldo, você sonhava em pintar a sua Igreja. Eu a estou pintando. Dá uma força, eu estou querendo achar um canto para mim, uma casa, um terreno, qualquer coisa de bem bacana.

Até parece que ele mandou um recado para outro italiano, o Giovanni:

-“O Giovanni, caro amico, sabe lá, na Rodovia Pe. Aldo Bollini, si, la mia Rodovia, da vero, si trova um posto per fare il atelier d´arte di Sérgio !!!

Que cara ponta firme este Padre Aldo, que dava coques com os dedos na cabeça da molecada, educava, e rezava forte !!! Baita amizade que ele tem com Deus, este italiano brabo… Daqueles missionários da PIME, que iam desbravando, construindo, delegando funções, pegando materiais para as obras que fazia, mandando o pessoal botar na conta de Deus.

Bons de papo estes italianos, bons de negócio, dá para conversar. Quando a proposta é boa… a gente estuda. Sobretudo se a amizade for mais importante do que o negócio. A consideração e o respeito maior do que os números.

Eu já estava cansado de pagar aluguel… foram 17 anos pagando lugares para trabalhar, para morar….Rezava à Deus e à Nossa Senhora, pedindo uma ajuda para encontrar um cantinho, onde eu pudesse construir uma casa pequena, só para começar… “

Sérgio não sabia que Giovanni tinha uma empresa de terraplanagem e quando descobriu fez a proposta. A Madonna em troca dos serviços. Giovanni fez a destoca e a limpeza do terreno, com isto o fazendeiro, da mesma forma, permutou e repassou para o artista 1000 metros quadrados e Sérgio com mais algumas economias comprou mais um lote que lhe dava a condição de ver do alto o pôr do sol e ter água pura de poço.

” Mas isto não veio de graça. A benção, sim, só vem depois das escolhas. O sim só vem se a gente souber dizer o não. Disse não ao político corrupto. Disse não ao especulador.

Milagre de Nossa Senhora que abençoa nossas decisões, nossos passos.

Uma Madonna por um terreno !!! Minha melhor venda: uma permuta entre três pessoas. Todos saíram contentes. Cada um realizou uma conquista.

É bom demais ter fé !!! E perceber a Providência Divina.

Obrigado, querida Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, Nossa Senhora de Guadalupe, Nossa Senhora Aparecida, Notre Dame de Paris. Não importa onde eu vá, seu doce amor me acompanha.

Que esta morada e este atelier sejam abençoados sempre por sua amorosa luz!”

 

*  Releitura autorizada pelo autor e a história completa e original no site de Sérgio Prata

Comentários Facebook

comentarios

Mari Weigert
Mari Weigert
Mari Weigert é jornalista com especialização em História da Arte pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atuou na área de cultura como jornalista oficial do Governo do Paraná. Durante um ano participou das aulas de crítica de arte de Maria Letizia Proietti e Orieta Rossi, na Sapienza Università, em Roma. Acredita nas palavras bem ditas ou 'benditas', ou seja, bem escritas, que educam, que seduzem pelos significados, pela emoção ao informar sobre a arte da vida que se manifesta nas relações afetivas, na criação artística, nos lugares, na natureza e na energia do Universo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *